Verificar Disco do servidor

É possível verificar o disco do servidor de duas maneiras, a primeira forma é via sistema IXC e outra forma é via terminar, no tutorial abaixo você verá essas duas formas:

Via interface do IXCSoft:

Clique botão direito na dashboard e vá em "Informações do servidor":

Captura de Tela Área de Seleção 20190813083447.png

Então vá na aba "Discos:"

Captura de Tela Área de Seleção 20190813083511.png


Para análise de disco do servidor, existem 2 comandos imprescindíveis e de fácil interpretação que irá lhe indicar um possível problema. Segue os comandos e como interpretá-los com foco no disco do servidor:

Espaço em disco:

Para verificar o espaço em disco, utilizamos o comando df, seguido do argumento -h, que retorna os dados de forma "humana", ou seja, com a unidade descrita para fácil entendimento (MB, KB, GB), segue exemplo:

df -h
Df -h.png

No caso do IXC, o diretório da partição reservada para os arquivos, será "/dev/mapper/IXC--Debian9--vg-root".

Interpretando a imagem ilustrativa, o disco possui um total de 78GB reservado para o IXC, sendo 15GB já utilizados e restando 59GB livres para uso, totalizando 20% do disco em uso.

Se quiser uma listagem mais específica, pode-se utilizar os seguinte argumentos do comando df:

-k – apresentará os resultados no formato de Kbytes;

-m – apresentará os resultados no formato de Mbytes;

-T – acrescenta uma coluna no resultado informado o tipo de sistema de arquivos de cada partição;

-a – apresenta uma listagem com sistema de arquivos com 0 blocos;

-l – somente lista sistema de arquivos locais.

Se seu disco estiver cheio ou com pouco espaço disponível, providencie uma nova VM se instalação em virtualilzada, ou disco novo no caso de instalação física, pois o sistema precisa de espaço para executar o backup dos dados. Se isso ocorrer, entre em contato conosco urgentemente através do sistema de atendimentos direcionando o atendimento para o setor SAC - Instalação Sistema.

Desempenho:

O comando top mostra os processos em execução no sistema, sendo possível encontrar em seu retorno, informações sobre os processos que dependem do disco para serem executados, nos indicando uma falha ou lentidão na leitura e gravação.

Para verificar o desempenho do disco, devemos levar em consideração principalmente o tempo de CPU em espera e execução de I/O (entrada/saída no disco), essa informação é encontrada no topo do retorno do comando:

top
Top.png

Para interpretar os dados a serem analisados precisamos saber o que cada um nos mostra:

load average: mostra uma média da quantidade de processos em espera e em execução no processador, mostrando media de processos em espera em 3 condições: 1 minuto, 5 minutos e 15 minutos.

wa: mostra os processos em execução e em espera de I/O (entrada e saída de disco) no processador.

O wa deve estar sempre próximo de 0 na maior parte do tempo, e com alguns picos que dependerá da tecnologia do seu disco (SATA, SAS ou SSD) e do que está sendo executado no sistema. Se seu servidor estiver próximo disso significa que seu disco está dando conta de ler e gravar os dados do sistema.

Caso o wa esteja sempre acima do considerado normal, significa que seu disco não está dando conta de ler e gravar os dados de acordo com a demanda do sistema. O wa afetará diretamente o load average, pois quanto mais processos executando ou esperando I/O, mais processos acumularão no processador, se os dois estiverem altos, seu servidor está com grandes chances de ter problemas no disco. Se isso estiver ocorrendo deve-se providenciar a troca do disco para que o sistema volte a funcionar em seu desempenho normal.

No caso do print ilustrativo, durante o último minuto, os últimos 5 minutos e últimos 15 minutos tivemos uma média de 0,00 processos rodando ou esperando por recurso da CPU e temos 0,3 processos em espera ou em execução de I/O, ou seja, o disco está trabalhando perfeitamente.

OBS: print ilustrativo, tirado de uma baste de teste, sem execução de tarefas ou uso de usuários no momento do print, por conta desses fatores os dados apresentados aparecem zerados.

-

Desenvolvido por Gabriel Souza - Redes e Servidores.

-

Voltar ao menu Provedor.